Atalho do Facebook

FICAMOS ALEGRES COM SUA VISITA

ESPERAMOS, QUE COM A GRAÇA SANTIFICANTE DO ESPIRITO SANTO, E COM O DERRAMAR DE SEU AMOR, POSSAMOS ATRAVÉS DESTE HUMILDE CANAL SER VEÍCULO DA PALAVRA E DO AMOR DE DEUS, NÃO IMPORTA SE ES GREGO, ROMANO OU JUDEU A NOSSA PEDRA FUNDAMENTAL CHAMA-SE CRISTO JESUS E TODOS SOMOS TIJOLOS PARA EDIFICACÃO DESTA IGREJA QUE FAZ O SEU EXODO PARA O CÉU. PAZ E BEM

AGRADECIMENTO

AGRADECEMOS AOS NOSSOS IRMÃOS E LEITORES, POR MAIS ESTE OBJETIVO ATINGIDO, É A PALAVRA DE CRISTO SEMEADA EM MILHARES DE CORAÇÕES. PAZ E BEM

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Deus nunca descansa.


“Olho para os montes e pergunto: “De onde virá o meu socorro?” O meu socorro vem do Senhor Deus, que fez o céu e a terra. Ele, o seu protetor, está sempre alerta e não deixará que você caia. O protetor do povo de Israel nunca dorme, nem cochila. O Senhor guardará você; ele está sempre ao seu lado para protegê-lo. O sol não lhe fará mal de dia, nem a lua, de noite. O Senhor guardará você de todo perigo; ele protegerá a sua vida. Ele o guardará quando você for e quando voltar, agora e sempre.” Sl 121 NTLH Todo trabalhador precisa de um tempo de férias. As férias mexem com as expectativas dele. Ele faz projetos para si nessa época. É um tempo de sossego com a família, uma viagem, e outros tantos projetos pairam na mente do merecedor das férias. Todavia, é fácil perceber que na vida há quem nunca tira férias, como é o caso do coração, que trabalha constantemente; dos pulmões; e de Deus, que, por sua natureza eterna, também não para. É a ele, quanto a este constante trabalhar, que me refiro nesta reflexão. O salmo acima diz que Deus, como protetor de Israel, nunca dorme nem cochila. Deus não tira férias. Ele tem o universo para cuidar, o mundo com tudo que nele existe e ainda um grande número de pessoas que Ele escolhe para oferecer proteção especial; este grupo é formado pelo povo de Israel, conforme diz o salmista. Ele declara com tons de segurança que confia plenamente em Deus para ser o seu socorrista: “O meu socorro vem do Senhor”. A esperança de socorro do salmista pode ser também a nossa, pois o Deus em quem ele expressa confiança afirma que não cochila nem dorme e é também o Deus que não morre, e tem as reais condições de socorrer o aflito a qualquer tempo. Não sei exatamente qual situação de emergência moveu o salmista a declarar a confiança em Deus para lhe dispensar socorro, mas posso imaginar várias situações que levam uma pessoa a fazer tal declaração. Vou fazer aqui algumas perguntas. Será que o salmista ia fazer uma longa caminhada passando pelos montes, enfrentando o calor do dia, já que ele fala de sol? Será que ele temia as feras do campo durante a noite, uma vez que ele se refere à lua? Será que nessa caminhada corria o risco de enfrentar bandidos? Na verdade, não é necessário haver nenhum perigo visível diante de nós. A vida é uma caminhada com permanentes riscos. O certo é viver na companhia de Deus em todo o tempo, sabendo que seu socorro é o único imediato, pois Ele não dorme, não cochila, não morre e ainda tem os seus anjos, que estão disponíveis para assistir aos que vão herdar a salvação, conforme registro de Hebreus – “Não são todos eles espíritos ministradores, enviados para serviço a favor dos que hão de herdar a salvação?” Hb1.14. Quando nossa vida está afinada com Deus, podemos fazer a mesma declaração de fé que o salmista fez: “O meu socorro vem do Senhor”. Podemos confiar nos cuidados permanentes de Deus à nossa disposição. Ele está sempre disponível em tempo de paz, alegria, harmonia e também nos momentos de aflição, pois ele não tira férias. Paz e be

Porque não sonhar ?


Referência: Salmos 126.1-3 (RA) INTRODUÇÃO[1] A paz de Cristo. Quero começar este sermão definindo o que representa o ato de sonhar na vida do ser humano. Os sonhos são como vento, você os sente, mas não sabe de onde eles vieram e nem para onde vão. Os sonhos nascem como flores nos terrenos da mente humana. O Dr. Augusto Cury afirma que há dois tipos de sonhos: Primeiro são os sonhos produzidos quando mergulhamos no sono. Segundo são os sonhos diurnos que produzimos quando estamos acordados, vivendo as batalhas da existência, sentindo a vida que pulsa em nosso dia-a-dia. Existem sonhos que produzimos quando nasce um filho, quando conquistamos um amigo, quando beijamos quem amamos. Mas eu quero dar ênfase ao ato de sonhar os sonhos de Deus. Quero ministrar junto aos cristãos que estão dispostos a sonhar os sonhos de Deus. A Escritura diz: “O homem sonha e faz planos, mas Deus sempre realiza a Sua vontade”. (Provérbios 19.21 Bíblia Viva) Meditemos no Salmo 126. Contexto Este salmo refere-se ao retorno dos judeus do cativeiro babilônico depois de 70 anos de exílio. Na verdade, o cativeiro ocorreu como um castigo da parte de Deus, por motivo de apostasia. E agora, o salmista estava muito feliz porque o Senhor tinha restaurado a sorte do povo. O profeta Jeremias em sua carta aos cativos da Babilônia havia dito: Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais. (Jeremias 29:11 ACF) a) Sonhar os sonhos de Deus gera uma alegria sem igual. Quando o SENHOR trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham. (Salmos 126:1 ACF) Por meio do poder de Deus e do decreto do imperador persa, Ciro, os cativos voltaram do cativeiro babilônico para Jerusalém. Foi tudo como um belo sonho que levou os exilados a um estado de êxtase. Quando os sonhos de Deus se cumprem em nossas vidas eles trazem vida sobre a morte, alegria sobre a tristeza e esperança sobre o desânimo. Quando os sonhos de Deus se cumprem em nossas vidas eles transformam um dia cinzento e chuvoso num dia de sol, e nos levam a superar os obstáculos, nos encorajando a conquistar. b) Os sonhos de Deus levam embora a lamentação e os gemidos dando lugar ao riso e aos cânticos de alegria. Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico; então se dizia entre os gentios: Grandes coisas fez o Senhor a estes. (Salmos 126:2 ACF) Os sonhos de Deus trazem sentido à nossa existência; Trazem vida ao nosso ser. Os sonhos de Deus trazem saúde para as nossas emoções e renovam as nossas forças. Quando os judeus estavam no cativeiro, eles pensaram que não teria mais jeito pra eles. Acharam que os sonhos de Deus não iriam se cumprir na vida deles. Eles se assentavam às margens dos rios da Babilônia e choravam (Salmos 137). Já haviam até pendurado as suas harpas, pois não conseguiam entoar cânticos a Deus. Muitas vezes a nossa vida é assim. Em meio às tormentas da vida, sequer temos forças para louvar a Deus. Mas os sonhos de Deus vão se cumprir em nossas vidas e voltaremos a cantar o hino da vitória. A lamentação vai dar lugar ao júbilo em nome de Jesus. c) Os sonhos de Deus nos fazem enxergar e entender o quão grande e maravilhoso Deus é. Grandes coisas fez o Senhor por nós, pelas quais estamos alegres. (Salmos 126:3 ACF) Os sonhos de Deus deixam claro que tal sonho só foi possível por meio da intervenção divina em nossas vidas. As aflições do mundo muitas vezes nos levam a dar mais valor aos problemas que ao tamanho do poder do nosso Deus. Alegremo-nos no Senhor que grandes coisas têm feito por nós. Aleluia. Você quer sonhar os sonhos de Deus na sua vida? Segue três orientações: 1) Guarde o seu coração. Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida. (Provérbios 4:23 ACF) Muitas vezes somos seduzidos pelas coisas do mundo e ao invés de sonharmos os sonhos de Deus cuja glória será d’Ele, incorremos no erro de sonhar os nossos sonhos, cuja glória será nossa. 2) Ouça a voz de Deus e veja qual a Sua vontade. Sobre a minha guarda estarei, e sobre a fortaleza me apresentarei e vigiarei, para ver o que falará a mim, e o que eu responderei quando eu for arguido. (Habacuque 2:1 ACF) Discernir e entender os sonhos que Deus deseja realizar em nossa vida nos livra de muitos embaraços em nossa caminhada cristã. 3) Espere o tempo necessário para que os sonhos de Deus se cumpram na sua vida. Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. (Eclesiastes 3:1 ACF) É tempo de sonhar os sonhos de Deus. Paz e bem