Atalho do Facebook

FICAMOS ALEGRES COM SUA VISITA

ESPERAMOS, QUE COM A GRAÇA SANTIFICANTE DO ESPIRITO SANTO, E COM O DERRAMAR DE SEU AMOR, POSSAMOS ATRAVÉS DESTE HUMILDE CANAL SER VEÍCULO DA PALAVRA E DO AMOR DE DEUS, NÃO IMPORTA SE ES GREGO, ROMANO OU JUDEU A NOSSA PEDRA FUNDAMENTAL CHAMA-SE CRISTO JESUS E TODOS SOMOS TIJOLOS PARA EDIFICACÃO DESTA IGREJA QUE FAZ O SEU EXODO PARA O CÉU. PAZ E BEM

AGRADECIMENTO

AGRADECEMOS AOS NOSSOS IRMÃOS E LEITORES, POR MAIS ESTE OBJETIVO ATINGIDO, É A PALAVRA DE CRISTO SEMEADA EM MILHARES DE CORAÇÕES. PAZ E BEM

quinta-feira, 30 de junho de 2011

AMAR É ESCOLHER O ESSENCIAL

Há quem se prenda aos erros, deixando de valorizar a pessoa
A globalização trouxe inúmeros benefícios ao homem. Atualmente, com extrema facilidade, temos acesso a outras culturas e a informações sobre tudo o que está acontecendo em todo o planeta. Uma quantidade demasiada de informações é despejada sobre nós cotidianamente. Temos acesso a muitas realidades e, consequentemente, corremos o risco de acabar sufocados em meio a toda essa diversidade.
A vida nos apresenta uma multiplicidade de oportunidades. Através da tecnologia tudo se tornou mais rápido e fácil e temos a possibilidade de realizar muitas coisas ao mesmo tempo. Porém, mesmo em meio a muitas possibilidades, para ser feliz, o homem precisa escolher a melhor forma para consumir o seu tempo.
Há quem passa horas navegando e conhecendo, superficialmente, muitas pessoas pela Internet, mas não consegue gastar 30 minutos com alguém que lhe é realmente importante, para que possa se aprofundar nesse relacionamento real. Pois prefere o descompromisso e a irrealidade do relacionamento virtual, que não exige nada, e que, muitas vezes, possibilita a informalidade e a ilusão.
Há quem gaste horas e até dias com amigos, em farras e bebedeiras, mas não tem a capacidade de gastá-las com a família. Há quem tenha tempo para ir ao “Shopping Center”, ao clube, ao bar, mas não tem tempo para ir à Santa Missa. Há mulheres que ficam o dia inteiro no salão de beleza, mas não param para escutar o marido. Assim como há pais que estão perdendo os filhos, porque nunca tiveram tempo para escutar suas “tolas experiências”…
Não existe relacionamento sem diálogo, família sem presença, felicidade sem prioridade.
É muito triste para o homem, no fim de sua vida, perceber que desperdiçou tempo demais com o supérfluo e desprezou aquilo e aqueles que eram essenciais.
Há quem se prenda aos erros, deixando de valorizar a pessoa que está por trás destes. Cargos passam, filhos crescem, pessoas adoecem, despedidas acontecem, o tempo passa… e, um dia, a vida se ausenta.
É feliz quem compreende que pessoas têm mais valor do que coisas; que família é presente de Deus e amizade é uma arte que torna a vida mais bonita.
Amar é escolher o essencial; é dizer o que se deve; é escutar a quem se deve escutar; é estar ao lado de quem necessita de nossa presença; fazer o que é preciso.
Pode ser que para você, hoje, o essencial seja perdoar ou pedir perdão. Pode ser que seja estar em sua casa como os seus, não sei… O que sei é que a vida é bela para quem sabe priorizá-la, e que é no agora que temos a possibilidade de reescrever nossa história, mudando a direção em que empregamos nosso tempo e nossas energias.
Quem ama consegue encontrar tempo para aquilo e para aqueles que realmente são importantes. Quem ama sabe priorizar.
A virtude mora na escolha… certa, é claro. Amar é escolher o essencial.
Adriano Zandoná

A IMPORTANCIA DA DISCIPLINA


As pessoas mais produtivas são aquelas que se organizam
O Papa João Paulo II disse – na Carta às Famílias, escrita em 1994 –, que “o ato de educar o filho é o prolongamento do ato de gerar”. O ser humano só pode atingir a sua plenitude, segundo a vontade de Deus, se for educado; e essa missão é, sobretudo, dos pais. É um direito e uma obrigação deles ao mesmo tempo. É pela educação que a criança aprende a disciplina, por isso os genitores não podem se descuidar dela, deixando-a abandonada a si mesma. Se isso ocorrer, essa criança será como um terreno baldio onde só nasce mato, sujeira, lixo e bichos venenosos. Sem disciplina não se consegue fazer nada de bom nesta vida.
Muitas pessoas não conseguem vencer os problemas e vícios pessoais porque não são disciplinadas. Muitas não conseguem ser perseverantes em seus bons propósitos porque lhes falta essa virtude [disciplina]. Para vencer um vício ou para dominar um mau hábito é preciso disciplina. É por ela que aprendemos a nos dominar. Vale mais um homem que se domina do que o que conquista uma cidade, diz a Bíblia.
A disciplina depende evidentemente da força de vontade; e esta é fortalecida pela graça de Deus. São Paulo diz que é Deus “ que opera em nós o querer e o fazer” (cf. Fil 2,13). As grandes organizações, fortes e duradouras, como, por exemplo, a Igreja, apoiam-se em uma rígida disciplina. É isso que lhes dá condições de superar os modismos e as ameaças de enfraquecimento. Também as grandes empresas fazem o mesmo.
Em primeiro lugar, é preciso organizar a sua vida. Defina e marque, com clareza, todas as suas atividades; sejam elas profissionais, religiosas ou de lazer. Deve haver um tempo definido para cada coisa; o improviso é a grande causa da perda de tempo e de insucesso. As pessoas mais produtivas são aquelas que se organizam. Essas fazem muitas coisas em pouco tempo. Não deixam para depois o que deve ser feito agora.
Não adianta você ter muitos livros se eles não estiverem arrumados por assunto, assim você não vai encontrar um livro que desejar. Não adianta você ter muitos artigos guardados se eles não estiverem classificados e indexados. No meio da bagunça não se pode achar nada, e perde-se muito tempo. Então, aprenda a arquivar tudo com capricho. O povo diz que um homem prevenido vale por dois. Então, seja prudente, cauteloso, previdente. Se você sabe que a sua memória falha, então carregue com você uma caneta e papel, e anote tudo o que deve fazer durante do seu dia, ou sua ida à cidade.
Muitos fracassam em seus projetos porque não sabem fazer um bom planejamento, com critérios, organização e método, porque não são disciplinados. A pressa atropela o planejamento, por falta de disciplina; é um perigo. Sem disciplina não se consegue fazer um bom planejamento. Muitas obras são construídas repletas de defeitos, e custam mais, porque faltou planejamento, disciplina e ordem. Lembre-se: é muito mais fácil, rápido e barato, fazer uma obra planejada, do que fazer tudo às pressas e depois ter que ficar remendando os erros cometidos.
Foi muito feliz quem escreveu em nossa bandeira: “Ordem e Progresso”. Disciplina significa você fazer tudo com ordem, critério, método e organização. Então, disciplina é uma virtude que se adquire desde a infância, em casa com os pais, na escola, na Igreja, no trabalho…
Sem disciplina gastamos muito mais tempo para fazer as coisas e pode-se ficar frustrado de ver o tempo passar sem acabar o que se pretendia fazer. Por isso, é preciso aprender a organizar a vida, o armário e a casa, arrumar a mesa de trabalho, a agenda de compromissos, etc. A disciplina se adquire com o hábito. Habitue-se a fazer tudo com planejamento, ordem, capricho, etapa por etapa, sem atropelos. Deus nos dá o tempo certo e suficiente para fazer o que precisamos fazer.
São Paulo disse aos coríntios que “os atletas se impõem todo tipo de disciplina. Eles assim procedem, para conseguir uma coroa corruptível. Nós o fazemos por um coroa incorruptível”(1Cor 9,25).
Nenhum atleta vence uma competição sem muita disciplina, treinos, regimes, horários rígidos, etc. Ora, na vida espiritual, pela qual desejamos ganhar a “coroa incorruptível”, a disciplina é mais necessária ainda. Ninguém cresce na vida espiritual sem disciplina: horário para rezar, meditar, trabalhar, etc. Estabeleça para você uma rotina de exercícios espirituais diários, e cumpra isto rigorosamente.
Assim Deus vai lentamente ocupando o centro de sua vida, como deve ser com cada cristão. Sem isto você será um cristão inconstante e tíbio.
É preciso insistir e persistir no objetivo definido. Não recue e não abandone aquilo que decidiu fazer. Para isto, pense bem e planeje bem o que vai fazer; não faça nada de maneira afoita, atropelada, movido pelo sentimentalismo ou apenas pela emoção. Não. Só comece uma atividade, física ou espiritual, se tiver antes pensado bem e estiver convencido de que precisa e quer de fato realizá-la. Peça a graça de Deus antes de iniciar a atividade; e prometa a você mesmo não recuar e não desanimar. Cada vez que você começa uma atividade de maneira intempestiva, e logo desiste dela, enfraquece a sua vontade e deixa a indisciplina ganhar espaço em sua vida.
Sem disciplina não se pode chegar à santidade. São Paulo chegou a dizer: “Castigo o meu corpo e o mantenho em servidão, de medo de vir eu mesmo a ser excluído depois de eu ter pregado aos outros” (I Cor 9,27).
Felipe Aquino
felipeaquino@cancaonova.com

A FIRME DECISÃO

DEUS NÃO PODE ESCOLHER POR NÓS 

Ser decidido é experimentar um ato libertador
A vida é marcada por momentos de decisão, seja para o bem ou para o mal. É importante que seja assim, porque sem decisão e determinação, ficamos perdidos e inseguros, sem rumo e desorientados em meio a tantas opções da vida hodierna.
Ser decidido é experimentar um ato libertador. É agir com liberdade, assumindo as exigências próprias do caminho escolhido. Isso é o que deve acontecer na prática da vida do cristão. O que lhe dá segurança e rumo certo é sua adesão ao projeto de vida de Jesus Cristo.
Jesus foi decidido e consciente na missão. Ele sabia das consequências, inclusive da morte na cruz. Não tinha “ficha suja”, entrando até no embate contra a prática suja e injusta de Seu tempo. Isso custou-Lhe a morte com todos os requintes de sofrimento.
A história do Cristianismo é marcada por seguidores cristãos. Cristo deixou bem claras e determinadas as condições para quem desejasse segui-Lo. Anuncia que a verdadeira segurança está em Deus. O caminho do discípulo é de generosidade, de comprometimento e entrega constante.
Há um convite explícito para isso, como disse o Ressuscitado: “Segue-me” (cf. Lc 9, 59), que exige disponibilidade para servir com gratuidade. Sabemos que isso não é fácil numa cultura capitalista. Exige, sim, determinação ou firme decisão.
O encontro livre da pessoa com Deus faz com que ela tenha uma profunda mudança de rumo na vida. E com que saia da escravidão do coração egoísta do mundo do ter e do individualismo, experimentando a liberdade cristã, que possibilita colocar a vida a serviço dos outros.
A liberdade em Deus produz frutos saudáveis: “amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, lealdade, mansidão, domínio próprio” (cf. Gl 5, 22-23). A escravidão é marcada pela falta de amor e pelo egoísmo, que destroem a vida comunitária e os laços de fraternidade.
Jesus Cristo e a Igreja convidam discípulos para colaborar na construção do Reino de Deus. Mas pessoas de firme decisão, de ação e testemunho, capazes de assumir os desafios da missão com amor gratuito e despojado dos encantos da sociedade de consumo.
Dom Paulo Mendes Peixoto

quarta-feira, 29 de junho de 2011

SABEDORIA


Você sente que lhe falta algo fundamental? Empregue a sabedoria; ela é o braço direito da felicidade.

Em minha juventude estive à espera de um sonho superior, a esperança aureolada por um grande amor;

O coração se sente bem, quando vibra de maneira inexplicável cheio de sonhos e anelos de beleza e mocidade,

Dentro do meu ideal supus que, o lamento mortificava o talento que latejava em meu interior.


Sem fé, que era aos meus olhos a quimera nos escaninhos do caminho verberava insatisfação.

Mas não pude esperar quanto devera, hoje faço um pacto com a felicidade para conquistar a sabedoria;

Assumo o compromisso mesmo pondo em risco minhas pretensões, de dizer somente a verdade, de responder ao ódio com perdão.

Meu erro foi descrer porque, deserto o coração não amei, maltratei, incuti desilusão.


A vibração da mente positiva chega de mansinho traçando o nosso caminho, do perpassar das esperanças.

Lembranças do pensamento mistificador ficam fora de toda dor, de toda a mágoa obscura;

De toda amargura releve e festeje a doçura, tenha uma esperança alta, concreta e inabalável,

Você é responsável por sua dignidade por sua intelectualidade sem amarras e com perseveranças.


Sabedoria é um sonho tornado realidade, saindo da obscuridade para a claridade do mundo intelectual,

Não seja marginalizado conserve firme a esperança, ela campeia as mentes sãs em busca do algo mais.

Do otimismo tenha convicção não permita que a desilusão permeie seu coração, você é um gerador em potencial;

Se sua vida não anda por conta própria, não importa, ponha-se a acreditar que é capaz mesmo nas quedas parta do zero, some mais e mais.

A NAÇÃO QUE SE ESQUECEU DE DEUS

A Nação Que Esqueceu de Deus
Salmo 9:17 – “Os ímpios serão lançados no inferno e todas as nações que se esquecem de Deus.”
Que os ímpios já estão sentenciados, isso é liquido e certo. A menos que se arrependam, aceitem a Jesus como Salvador e voltem ao convívio de Deus, poderão ser redimidos de suas culpas e desfrutar dos benefícios da salvação em Cristo. Vale salientar, que a grande maioria dos ímpios não se esqueceram de Deus, o que eles não tem, é o conhecimento de Deus. Como podemos nos lembrar de alguém que não conhecemos? Aliado a influencias satânicas, agem a margem da legalidade divina.
Milhões de pessoas detém o conhecimento de Deus, mas fazem questão de não lembrar. Como que para agradar homens e salva guardar interesses escusos, pisam em direitos, negligenciam os deveres, profanam o sagrado e afrontam a onipotência de Deus, crendo firmemente que vão sair impunes. Quem esquece de Deus, esquece a vida, esquece o amor, esquece a sensibilidade, despreza a sensatez, não valoriza as conquistas coletivas e mergulha de cabeça no egocentrismo, tornando-se refém das mazelas resultantes.
Estamos testemunhando isso no Brasil de hoje. Os poderes constituídos se esmeram e revezam ente si, o patrocínio e a chancela das leis que visam nitidamente aviltar os direitos constitucionais. Assim fazendo, o dever igualitário para com a justiça social fica cada vez mais distante dos que realmente precisam. É como uma nuvem que possui multi-formas e se ajustam a mercê das conveniências, caminhando sempre rumo às incertezas da práticas falaciosas.
Não estamos falando aqui de conquistas duvidosas, estamos falando de princípios, de alicerces estruturais, de marcos delimitadores do que é ético e do que é imoral, do que é sagrado e do que é profano, do que é justo e do que é injusto, do que direito e do que é dever. O que mais assusta em tudo isso, é que nos últimos dias estamos presenciando a extinção sistemática desses contraditórios e o que era equilíbrio social da lugar a incerteza.
A Bíblia afirma que “Bem aventurado é a Nação cujo Deus é o Senhor!”. Como podemos ter certeza que Deus ainda é Senhor de uma nação que faz questão de esquecê-Lo? Que O desrespeita, que vira as costas para Ele, que se esmera em descumprir os seus preceitos, que legaliza práticas escusas, como apologia ao consumo de drogas e que ensina crianças a como se tornar homossexual, prática abominável a seus olhos? Que criminaliza a critica e põe as instituições sagradas como o casamento, a família, a ética a moral e os bons costumes, na vala comum das promiscuidades humanas?
Diante do exposto, podemos perceber a nítida disposição dessas instituições de ultrapassar os limites do tolerável e vilipendiar os direitos da maioria ordeira em favor de uma minoria descompromissada com as verdades sagradas.
É notório que nos últimos tempos, o Brasil tem passados por períodos inquietantes e catastróficos. Enchentes, temporais, deslizamentos de encostas, soterramentos, violência gratuita (transito, família e entre as pessoas no dia a dia), lares se desfazendo, abandonos de crianças, fome, pestes, uma diminuição crescente dos espaços cultiváveis, prostituição, pedofilia, corrupção endêmica, etc... Nunca as forças de segurança estiveram tão ativas. E não me venham dizer que isso é normal. O normal seria a convivência em paz e o povo transitando feliz e com o coração cheio de amor e se apiedando das adversidades dos outros.
Quando uma nação se afasta do seu Criador, as conseqüências são desastrosas. È como se o juízo fosse antecipado onde uma atmosfera de negatividade se abate sobre o semblante do seu povo. Se o diabo veio pra matar, roubar e destruir, suas ações evidenciam os últimos acontecimentos catastróficos que se derramam sobre a nação brasileira. Virar as costas para Deus, é legalizar e autorizar o inimigo agir livremente, e isso é visível aos nossos olhos, pois quanto mais o povo se distancia de Deus, mais se aproxima do diabo e de suas mazelas.
A nação que esquece de Deus, patrocina o desmando, valoriza o corrupto, chancela a imoralidade, destrói os fundamentos éticos e o mais terrível, esquece dos que tem compromisso com a justiça. Ai dos que chamam o certo errado e o errado certo. Ai dos que usurpam direitos e prevaricam sobre o dever. Você pode até se esquecer de Deus, porém Ele jamais esquecerá de você e trará a juízo todos os nossos feitos, sejam eles bons ou maus.
.................................................. Deus seja louvado .................................................
Rev. Augusto César Campos Mendes

CUIDEMOS DE NOSSAS MENTES

Devemos cuidar da nossa mente como se fosse um grande e lindo jardim.”
Faça um exercício comigo; isso vai lhe ajudar bastante a entender o que quero passar, feche os olhos e imagine em sua mente um terreno com uns cinco metros de comprimento por cinco metros de largura, que seja plano, agora este será o seu jardim, imagine como você gostaria que ele fosse, coloque suas plantas preferidas, uma grama bem verdinha, coloque suas flores prediletas, as mais bonitas, que sejam cheirosas, coloque no centro do seu maravilhoso jardim uma bela árvore frutífera que proporcionará uma gostosa sombra em seu jardim e por fim coloque em baixo dessa árvore um banco, desses de praça, bem branquinho, imagine-se agora você sentado nesse banquinho curtindo o seu jardim, sentindo o frescor do vento batendo em seu rosto. Agora imagine que você teve de viajar para bem longe e ira se ausentar por um longo tempo da sua casa e de seu jardim, portanto sele ficará sem seus cuidados diários. Depois de muito tempo, você decide voltar para sua casa e vai direto olhar como o seu jardim está. Pense como irá encontra-lo, creio que verá um mato enorme tomando conta de seu jardim, todas as flores mortas, muito sujo, a árvore seca e sem folhas, um horror, imagine agora você sentado no banco que havia colocado em baixo da árvore e apreciando o seu jardim. Qual será o sentimento que teria? Pois é assim que acontece com nossas mentes se não cuidarmos dela. Nós temos a capacidade de torná-la ou não em um belo jardim; tudo dependerá única e exclusivamente dos seus cuidados.
16 Há seis coisas que o Senhor detesta; sim, há sete que ele abomina: 17 olhos altivos, língua mentirosa, e mãos que derramam sangue inocente; 18 coração que maquina projetos iníquo, pés que se apressam a correr para o mal; 19 testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos.” (Provérbios 6: 16 á 19)
Faça uma análise e veja como está sua mente agora, veja como está o seu jardim, talvez você tenha esquecido dele por longos anos, aproveite o momento e comece a revitalizá-lo, faça uma boa limpeza no terreno, jogue todo o lixo fora, queime as folhas secas, jogue o que não presta no lixo, adube bem a terra, coloque novas plantas, flores lindas e cheirosas e depois de tudo pronto volte a sentar-se no banquinho e curta seu novo jardim, a sua nova vida, próspera e muito abençoada.
Não devemos abandonar nossas mentes, achamos que ela aguentará todos os descuidos que temos, muitas vezes criados por uma vida com base na importância material; colocamos o dinheiro sempre em primeiro lugar, cremos muitas vezes que o dinheiro resolverá todos os nossos problemas, e que a falta dele é o que causa todo o mau que acontece em nossas vidas. Lembre-se que o dinheiro é bom, mas é imprescindível que não seja a nossa única prioridade. Temos de tomar cuidado para não virarmos máquinas de ganhar dinheiro, devemos parar sempre para refletir sobre nossas prioridades antes que acabemos com coisas mais importantes; o nosso casamento, família, amizades ou que terminemos em uma cama de um hospital; tudo por causa da ganância por dinheiro.
Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” (1 Timóteo 6: 10)

segunda-feira, 27 de junho de 2011

VOCÊ É O QUE VOCÊ COME !

ENCHER O CORAÇÃO COM A PALAVRA DE DEUS
Eu sou o que a Bíblia diz que eu sou
Eu tenho o que a Bíblia diz que eu tenho
Eu posso fazer o que a Bíblia diz que eu posso fazer

O PODER DA PALAVRA
(Nm.23.19)
Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele dito, não o fará? ou, havendo falado, não o cumprirá?
(Jos.1.8)
Não se aparte da tua boca o livro desta lei, antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.
(Sl.119.89)
Para sempre, ó Senhor, a tua palavra está firme nos céus.
(Jr.1.12)
Então me disse o Senhor: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir.
(Mt.7.24)
Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática, será comparado a um homem prudente, que edificou a casa sobre a rocha.
E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa; contudo não caiu, porque estava fundada sobre a rocha.
(1Pe.1.23,25)
tendo renascido, não de semente corruptível, mas de incorruptível, pela palavra de Deus, a qual vive e permanece para sempre.
... mas a palavra do Senhor permanece para sempre. E esta é a palavra que vos foi evangelizada.

EU SOU O QUE A BÍBLIA DIZ QUE EU SOU
(Jo.1.12,13)
Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus;
os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus.
(Rm.8.14-17)
Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes com temor, mas recebestes o espírito de adopção, pelo qual clamamos: Aba, Pai!
O Espírito mesmo testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus;
e, se filhos, também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; ...
(Rm.8.37)
Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou.
(1Cor.1.30)
Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção;
(2Cor.5.17)
Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; Eis que tudo se fez novo.
(2Cor.5.21)
Àquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.
(Gl.2.20)
Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé no filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.
(1Pe.2.9)
Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;
(1Jo.3.1,2)
Vede que grande amor nos tem concedido o Pai: que fôssemos chamados filhos de Deus; e nós o somos. Por isso o mundo não nos conhece; porque não conheceu a ele.
Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é, o veremos.


EU TENHO O QUE A BÍBLIA DIZ QUE EU TENHO
SAÚDE
(Ex.15.26)
dizendo: Se ouvires atentamente a voz do Senhor teu Deus, e fizeres o que é recto diante de seus olhos, e inclinares os ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, sobre ti não enviarei nenhuma das enfermidades que enviei sobre os egípcios; porque eu sou o Senhor que te sara.
(Is.53.4,5)
Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.
Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

(Mt.8.16,17)
Caída a tarde, trouxeram-lhe muitos endemoninhados; e ele com a sua palavra expulsou os espíritos, e curou todos os enfermos;
para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías: Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e levou as nossas doenças.
(Jo.10.10)
O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância.
(Rm.8.11)
E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo Jesus há de vivificar também os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.
(1Pe.2.24)
levando ele mesmo os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro, para que mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados.
(1Jo.3.8)
quem pratica o pecado é do Diabo; porque o Diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo.

ABUNDÂNCIA
(Gn.12.2)
Eu farei de ti uma grande nação; abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome; e tu, sê uma bênção.
( Gn.17.7)
...estabelecerei o meu pacto contigo e com a tua descendência depois de ti em suas gerações,
(Gn.24.1)
Ora, Abraão era já velho e de idade avançada; e em tudo o Senhor o havia abençoado.
(Gn.26.1)
Sobreveio à terra uma fome, além da primeira, que ocorreu nos dias de Abraão. Por isso foi Isaque a Abimeleque, rei dos filisteus, em Gerar.
E apareceu-lhe o Senhor e disse: Não desças ao Egipto; habita na terra que eu te disser;
peregrina nesta terra, e serei contigo e te abençoarei;... Isaque semeou naquela terra, e no mesmo ano colheu o cêntuplo; e o Senhor o abençoou.
E engrandeceu-se o homem; e foi-se enriquecendo até que se tornou mui poderoso;
(Gn.30.43)
E o homem se enriqueceu sobremaneira, e teve grandes rebanhos, servas e servos, camelos e jumentos.
(Gn.39.2,3)
Mas o Senhor era com José, e ele tornou-se próspero; e estava na casa do seu senhor, o egípcio.
E viu o seu senhor que Deus era com ele, e que fazia prosperar em sua mão tudo quanto ele empreendia.
(Gn.39.21-23)
O Senhor, porém, era com José, estendendo sobre ele a sua benignidade e dando-lhe graça aos olhos do carcereiro,
22 o qual entregou na mão de José todos os presos que estavam no cárcere; e era José quem ordenava tudo o que se fazia ali.
23 E o carcereiro não tinha cuidado de coisa alguma que estava na mão de José, porquanto o Senhor era com ele, fazendo prosperar tudo quanto ele empreendia.
(Gn.41.41)
Disse mais Faraó a José: Vê, eu te hei posto sobre toda a terra do Egipto.
(Ex.12.35,36)
Fizeram, pois, os filhos de Israel conforme a palavra de Moisés, e pediram aos egípcios jóias de prata, e jóias de ouro, e vestidos.
36 E o Senhor deu ao povo graça aos olhos dos egípcios, de modo que estes lhe davam o que pedia; e despojaram aos egípcios.
(Dt.8.17,18)
e digas no teu coração: A minha força, e a fortaleza da minha mão me adquiriram estas riquezas.
18 Antes te lembrarás do Senhor teu Deus, porque ele é o que te dá força para adquirires riquezas; a fim de confirmar o seu pacto, que jurou a teus pais, como hoje se vê.
(Dt.28.1-13)
Se ouvires atentamente a voz do Senhor teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o Senhor teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra;
2 e todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, se ouvires a voz do Senhor teu Deus:
3 Bendito serás na cidade, e bendito serás no campo.
4 Bendito o fruto do teu ventre,... Bendito serás quando entrares, e bendito serás quando saíres.
7 O Senhor entregará, feridos diante de ti, os teus inimigos que se levantarem contra ti; por um caminho sairão contra ti, mas por sete caminhos rugirão da tua presença.
8 O Senhor mandará que a bênção esteja contigo nos teus celeiros e em tudo a que puseres a tua mão; e te abençoará na terra que o Senhor teu Deus te dá.
9 O Senhor te confirmará para si por povo santo... Assim todos os povos da terra verão que és chamado pelo nome do Senhor, e terão temor de ti.
11 E o Senhor te fará prosperar grandemente... O Senhor te abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar à tua terra a chuva no seu tempo, e para abençoar todas as obras das tuas mãos; e emprestarás a muitas nações, porém tu não tomarás emprestado.
13 E o Senhor te porá por cabeça, e não por cauda; e só estarás por cima, e não por baixo; se obedeceres aos mandamentos do Senhor teu Deus, que eu hoje te ordeno, para os guardar e cumprir,
(Dt.29.9)
Guardai, pois, as palavras deste pacto e cumpri-as, para que prospereis em tudo quanto fizerdes.
(Sl.23.1)
O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.
(Sl.34.10)
Os leõezinhos necessitam e sofrem fome, mas àqueles que buscam ao Senhor, bem algum lhes faltará.
(Sl.35.27)
Alegrem-se os que amam a minha justiça, e digam continuamente: Seja engrandecido o Senhor, que se ama a prosperidade do seu servo.
(Mt.6.31-33)
Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir?
32 (Pois a todas estas coisas os gentios procuram.) Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso.
33 Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
(Lc.6.38)
Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando vos deitarão no regaço; porque com a mesma medida com que medis, vos medirão a vós.
(2Cor.8.9)
pois conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre, para que pela sua pobreza fôsseis enriquecidos.
(Gl.3.6-9)
Assim como Abraão creu a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça.
7 Sabei, pois, que os que são da fé, esses são filhos de Abraão.
8 Ora, a Escritura, prevendo que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou previamente a boa nova a Abraão, dizendo: Em ti serão abençoadas todas as nações.
9 De modo que os que são da fé são abençoados com o crente Abraão.
(Gl.3.16,29)
Ora, a Abraão e a seu descendente foram feitas as promessas; não diz: E a seus descendentes, como falando de muitos, mas como de um só: E a teu descendente, que é Cristo.
E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa.
(Gl.3.13,14)
Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;
para que aos gentios viesse a bênção de Abraão em Jesus Cristo, a fim de que nós recebêssemos pela fé a promessa do Espírito.
(Fp.4.19)
Meu Deus segundo as suas riquezas suprirá todas as vossas necessidades em glória por Cristo Jesus.
EU POSSO FAZER O QUE A BÍBLIA DIZ QUE EU POSSO FAZER
SER DIRIGIDO PELO ESPIRITO SANTO
(Sl.25.4,5)
Faze-me saber os teus caminhos, Senhor; ensina-me as tuas veredas.
5 Guia-me na tua verdade, e ensina-me; pois tu és o Deus da minha salvação; por ti espero o dia todo.
(Sl.81.13-16)
Oxalá me escutasse o meu povo! oxalá Israel andasse nos meus caminhos!
14 Em breve eu abateria os seus inimigos, e voltaria a minha mão contra os seus adversários.
15 Os que odeiam ao Senhor o adulariam, e a sorte deles seria eterna.
16 E eu te sustentaria com o trigo mais fino; e com o mel saído da rocha eu te saciaria.
(Sl.86.10)
Ensina-me, Senhor, o teu caminho, e andarei na tua verdade; dispõe o meu coração para temer o teu nome.
(Is.2.3)
Vinde, e subamos ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos nas suas veredas;
(Is.30.15,21)
Pois assim diz o Senhor Deus, o Santo de Israel:... no sossego e na confiança estará a vossa força.
(Jer.29.11-13)
Pois eu bem sei os planos que estou projectando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.
12 Então me invocareis, e ireis e orareis a mim, e eu vos ouvirei.
13 Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração.
(Jer.10.23)
Eu sei, ó Senhor, que não é do homem o seu caminho; nem é do homem que caminha o dirigir os seus passos.
(Os.14.9)
Quem é sábio, para que entenda estas coisas? prudente, para que as saiba? porque os caminhos do Senhor são rectos, e os justos andarão neles;
(1Col.1.9)
Por esta razão, nós também, desde o dia em que ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que sejais cheios do pleno conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual;
10 para que possais andar de maneira digna do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus,

O TESTEMUNHO INTERIOR
(Pv.20.27)
O espírito do homem é a lâmpada do Senhor, a qual esquadrinha todo o mais íntimo do ventre.
(Rm.8.14-16)
Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.
15 Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes com temor, mas recebestes o espírito de adopção, pelo qual clamamos: Aba, Pai!
16 O Espírito mesmo testifica com o nosso espírito...
SEGUINDO A PAZ
(Pv.3.17)
Os seus caminhos são caminhos de delícias, e todas as suas veredas são paz.
(Rm.8.6)
...a inclinação do Espírito é vida e paz.
(1Cor.7.15)
... Deus nos chamou para a paz.
(1Cor.14.33)
...porque Deus não é Deus de confusão, mas sim de paz.
(2Tm.2.22)
segue a justiça, a fé, o amor e a paz...
(1Pe.3.11)
Pois, quem quer amar a vida, e ver os dias bons, refreie a sua língua do mal, e os seus lábios não falem engano;
11 aparte-se do mal, e faça o bem; busque a paz, e siga-a.

SANTIFICAÇÃO
(Lv.11.44)
Porque eu sou o Senhor vosso Deus; portanto santificai-vos, e sede santos, porque eu sou santo;
(Sl.15.1-5)
Quem, Senhor, habitará na tua tenda? quem morará no teu santo monte?
2 Aquele que anda irrepreensivelmente e pratica a justiça, e do coração fala a verdade;
3 que não difama com a sua língua, nem faz o mal ao seu próximo, nem contra ele aceita nenhuma afronta;
4 aquele a cujos olhos o réprobo é desprezado, mas que honra os que temem ao Senhor; aquele que, embora jure com dano seu, não muda;
5 que não empresta o seu dinheiro a juros, nem recebe peitas contra o inocente. Aquele que assim procede nunca será abalado.
(Sl.119.104)
Pelos teus preceitos alcanço entendimento, pelo que aborreço todo o falso caminho.
(Sl.139.23,24)
Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos;
24 vê se há em mim algum caminho perverso, e guia-me pelo caminho eterno.
(Hbc.1.13)
Tu que és tão puro de olhos que não podes ver o mal, e a perversidade não podes contemplar...
(Rm.6.6,7)
sabendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado fosse desfeito, a fim de não servirmos mais ao pecado.
7 Pois quem está morto está justificado do pecado.
(Rm.6.11-14)
Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus.
12 Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências;
13 nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado como instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como redivivos dentre os mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.
14 Pois o pecado não terá domínio sobre vós, porquanto não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça.
(Rm.6.19)
Falo como homem, por causa da fraqueza da vossa carne. Pois assim como apresentastes os vossos membros como servos da impureza e da iniquidade para iniquidade, assim apresentai agora os vossos membros como servos da justiça para santificação.
(Rm.6.22)
Mas agora, libertos do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna.
(Rm.8.12,13)
Portanto, irmãos, somos devedores, não à carne para vivermos segundo a carne;
13 porque se viverdes segundo a carne, haveis de morrer; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.
(1Cor.1.2)
à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para serem santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso:
(1Cor.9.27)
Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à submissão, para que, depois de pregar a outros, eu mesmo não venha a ficar reprovado.
(2Cor.5.21)
Àquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.
(2Cor.7.1)
Ora, amados, visto que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus.
(Gl.5.24)
E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.
(Ef.1.4)
como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;
(Ef.4.22-24)
despojar-vos, quanto ao procedimento anterior, do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;
23 a vos renovar no espírito da vossa mente;
24 e a vos revestir do novo homem, que segundo Deus foi criado em verdadeira justiça e santidade.
(Col.3.5-10)
Exterminai, pois, as vossas inclinações carnais; a prostituição, a impureza, a paixão, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria;
6 pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência;
7 nas quais também em outro tempo andastes, quando vivíeis nelas;
8 mas agora despojai-vos também de tudo isto: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca;
9 não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do homem velho com os seus feitos,
10 e vos vestistes do novo, que se renova para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou;
(1Tes.4.3-7)
Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição,
4 que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra,
5 não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus;
6 ninguém iluda ou defraude nisso a seu irmão, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos.
7 Porque Deus não nos chamou para a imundícia, mas para a santificação.
(Hb.10.10)
É nessa vontade dele que temos sido santificados pela oferta do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez para sempre.
(1Pe.1.15,16)
mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em todo o vosso procedimento;
16 porquanto está escrito: Sereis santos, porque eu sou santo.
(Hb.12.14)
Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor,
(1Pe.3.18)
Porque também Cristo morreu uma só vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus;...

AS PROMESSAS DE DEUS SÃO PARA TI !

BASTA EU CRER
(IIPe.1.20)
“sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação”.
Isto é, um dos assuntos que devemos saber primeiramente, como diz o apostolo Pedro, antes de avançarmos para o resto. O que é “profecia”?
(Icor.14.3) “...o que profetiza fala aos homens para edificação, exortação e consolação”
.

Uma profecia é então uma palavra inspirada pelo Espírito Santo dirigida a alguém, para edificar alguém, para exortar alguém e para consolar (animar) alguém. Uma profecia não tem em si premonição, (anuncio de acontecimentos futuros) a isso que os cristãos chamam de profecia é na verdade uma Palavra de sabedoria – revela o futuro.
“...quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis...” Paulo não está a dizer que, quer que todos revelem o futuro. Ele está a dizer que, para a edificação da igreja, quer que todos se edifiquem, exortem e consolem ( animem) uns aos outros. Posto isto e tomando a escritura inicial,”... nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação ” vamos ver o que o Espírito Santo por meio de Pedro nos está a dizer:
(Gn.12.3) “Abençoarei aos que te abençoarem, e amaldiçoarei àquele que te amaldiçoar...” Poderei tomar esta escritura para mim também? Vejamos se poderemos considerar esta palavra como uma profecia. Certamente Abraão ao ouvir isto sentiu-se edificado e animado. Então podes certamente tomar esta palavra como uma profecia dirigida a ti também, porque ”... nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação ”. Aquilo que Deus estava a falar para o Abraão, Deus está a falar para ti também.
(Sl.132.15) “Abençoarei abundantemente o seu mantimento; fartarei de pão os seus necessitados”. Poderei reivindicar esta promessa? Esta é uma palavra inspirada de edificação e ânimo, então certamente podes considerá-la como uma profecia (promessa) dirigida a ti também.
(Jos.1.5) “Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida. Como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei”. Poderei tomar esta palavra viva hoje? Como se Deus me estivesse falando a mim? Ou é uma palavra morta, histórica e dirigida a um homem que já morreu? Certamente a Palavra de Deus é como o seu autor: “Porque a palavra de Deus é viva e eficaz...” também a “...palavra de Deus, vive e permanece para sempre”. Então é como se Deus te estivesse falando hoje, Como Ele foi com Moisés, Ele é contigo, não te deixará nem desamparará. Embora inicialmente tenha sido uma palavra dirigida a Josué, na verdade é uma palavra dirigida aos crentes. Não é fantástico saber isto? Poderá alguém atrever-se dizendo, que isto não é bíblico? Vejamos alguns exemplos:
(Hb.13.5) “...porque ele mesmo disse: Não te deixarei, nem te desampararei”. Disse a quem? A Josué! Mas o Espírito Santo por meio do escritor aos hebreus, aplica esta palavra á igreja. Se depois de 1400 anos esta palavra ainda estava em vigor no I século, então não morreu com o tempo e certamente é Deus falando contigo hoje também. Que promessa maravilhosa, toma posse dela e faz dela a tua confissão, “...O Senhor é quem me ajuda, não temerei; que me fará o homem?” .
Outro exemplo: (Gl.3.13,14) “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro; para que aos gentios viesse a bênção de Abraão em Jesus Cristo...” Qual bênção? A bênção prometida ao crente Abraão “...Em ti serão abençoadas todas as famílias da terra...De modo que os que são da fé são abençoados com o crente Abraão”. Vez Deus te está falando, esta não foi uma palavra de interpretação particular para Abraão, mas é uma profecia (palavra inspirada) para te edificar a ti, para te exortar a ti e para te animar, a ti que andas na mesma fé do crente Abraão. (Gl.3.28,29) “Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa”. É isto, a promessa de Deus não conhece raças, nem estatuto social, nem sexos, porque é a promessa dada aos crentes, para edificação, exortação e consolação (ânimo). É para ti, como foi para Abraão, Moisés, Josué, para a igreja do I século.
Esta palavra está tão viva, tão activa hoje no teu tempo, como no passado no tempo deles, “...os quais venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam a boca dos leões, apagaram a força do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram forças, tornaram-se poderosos na guerra, puseram em fuga exércitos estrangeiros. As mulheres receberam pela ressurreição os seus mortos...” Tudo isto porque creram que estas palavras, se dirigiam a eles. Pois não foram dirigidas a eles mais do que são dirigidas a ti.
Todas estas e muito mais não foram palavras particulares na sua interpretação, mas foram dirigidas aos que crêem e os crentes podem tomar posse dessas mesmas promessas como se Deus lhes estivesse falando directamente.
(Dt.28.1-13)cumprir”. Deus está a falar contigo, podes dizer confiadamente,
“...O Senhor é quem me ajuda, não temerei; que me fará o homem?”. Então “ Não temas diante deles; pois eu seu contigo para te livrar, diz o Senhor... não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça”. Quando te encontrares numa situação de risco saberás que, ”.
Esta é a tua herança, Deus está a falar para ti, “...Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti”. Deus te está falando, Ele vai cuidar da tua protecção. “...ele te livra do laço do passarinho, e da peste perniciosa. Ele te cobre com as suas penas, e debaixo das suas asas encontras refúgio; ... Não temerás os terrores da noite, nem a seta que voe de dia, nem peste que anda na escuridão, nem mortandade que assole ao meio-dia. Mil poderão cair ao teu lado, e dez mil à tua direita; mas tu não serás atingido... nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua morada. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos. Eles te susterão nas suas mãos, para que não tropeces em alguma pedra... pô-lo-ei num alto retiro, porque ele conhece o meu nome. Quando ele me invocar, eu lhe responderei; estarei com ele na angústia, livrá-lo-ei, e o honrarei. Com longura de dias fartá-lo-ei, e lhe mostrarei a minha salvação”. (Jr.1.8) (Is.41.10), (Is.54.17),(Is.43.2).

Esta palavra não foi para ninguém, mais do que é para ti. É Deus a falar contigo, HOJE! É a palavra dirigida para os cristãos, sempre viva, como o seu autor, tão viva hoje como no dia que foi pronunciada pela primeira vez.