FICAMOS ALEGRES COM SUA VISITA

ESPERAMOS, QUE COM A GRAÇA SANTIFICANTE DO ESPIRITO SANTO, E COM O DERRAMAR DE SEU AMOR, POSSAMOS ATRAVÉS DESTE HUMILDE CANAL SER VEÍCULO DA PALAVRA E DO AMOR DE DEUS, NÃO IMPORTA SE ES GREGO, ROMANO OU JUDEU A NOSSA PEDRA FUNDAMENTAL CHAMA-SE CRISTO JESUS E TODOS SOMOS TIJOLOS PARA EDIFICACÃO DESTA IGREJA QUE FAZ O SEU EXODO PARA O CÉU. PAZ E BEM

AGRADECIMENTO

AGRADECEMOS AOS NOSSOS IRMÃOS E LEITORES, POR MAIS ESTE OBJETIVO ATINGIDO, É A PALAVRA DE CRISTO SEMEADA EM MILHARES DE CORAÇÕES. PAZ E BEM

terça-feira, 18 de agosto de 2009

EXISTE IGREJA PERFEITA ?


Todos já devem ter ouvido e/ou falado a seguinte frase: Não existe igreja perfeita.

Levando-se em conta que a igreja é composta por seres humanos e seres humanos são pessoas que têm virtudes e defeitos, então... Não há igreja perfeita.

Levando também em consideração que as pessoas que procuram se achegar às igrejas o fazem, em via de regra, porque estão passando por problemas e, visto que muitos desses problemas passam para o ambiente, então... Não há igreja perfeita.

Mas esta é uma ótica humana e pecadora de enxergar a igreja.

E na ótica humana e pecadora de ver a igreja... Não há igreja perfeita.

Mas, e na ótica de Deus? Será que para Deus há igreja perfeita?

Se a visão de Jesus Cristo é a visão de Deus e eu creio que seja, então temos uma maneira de responder essa pergunta.

O livro do Apocalipse é um conjunto de revelações feitas por Jesus a João e neste livro há palavras de Jesus Cristo dirigidas às igrejas... São, ao todo, sete cartas dirigidas a sete igrejas... Uma carta para cada igreja.

Nas cartas dirigidas a cinco dessas igrejas há reprimendas do Senhor. As igrejas são denominadas por suas localizações geográficas e as cinco igrejas que receberam reprovações foram: Éfeso, Pérgamo,Tiatira, Sardes,e Laodicéia.

Apenas duas não receberam reprovações quaisquer, as quais são: Esmirna e Filadélfia.
Seriam as igrejas localizadas em Esmirna e Filadélfia, igrejas perfeitas?

Se ser perfeita é não receber reprovação do Senhor, então sim.

Não acredito que estas igrejas não tinham qualquer problema, mas aos olhos do Senhor não eram motivos de reprimenda e/ou reprovação.

Então brota uma nova pergunta: O que torna uma igreja perfeita aos olhos de Deus?

Ambas as cartas nos dão sinais bem claros, pois são citados pelo próprio Senhor Jesus.

Na igreja localizada em Esmirna podemos perceber três fortes características: Era pobre, era fiel ao Senhor e era perseverante; e, na igreja localizada em Filadélfia percebemos, igualmente, três fortes características: Tinha pouca força, era bem firmada na Palavra e era fiel a Jesus.

E ambas as igrejas lutavam contra um mesmo inimigo: Satanás.

Ou seja, conheciam muito bem o ambiente espiritual no qual existiam e que resistência enfrentavam - "As portas do inferno não resistirão à minha igreja" - Mateus 16.18 -, disse Jesus Cristo.

E Paulo revela que "não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais" - Efésios 6.12.

Vamos ver se há alguma relação entre as duas em questão de virtude?

Esmirna era considerada pobre e Filadélfia tinha pouca força;

Esmirna era fiel ao Senhor e Filadélfia jamais negou o nome de Jesus;

Esmirna era perseverante e Filadélfia mantinha-se firme na Palavra de Deus.

Acho que podemos traduzir tais virtudes como: Dependência total de Deus; Obediência total a Deus; e, Fidelidade total e unicamente a Deus.

Mas não é só isso que as tornam igrejas perfeitas... Só?

Ah, se minha igreja tivesse estas virtudes! Talvez alguém suspire.

Mas digo só, não porque despreze tais virtudes, mas porque acredito que existam outras qualidades nestas igrejas que podem ser ressaltadas, como por exemplo:

O Senhor reprova o esfriamento do amor da igreja em Éfeso. Então suponho que as igrejas de Esmirna e Filadélfia amavam ardentemente o Senhor;

À igreja em Pérgamo o Senhor reprova a aceitação de conceitos que eram contrários à Palavra de Deus;

Quanto as igrejas em Esmirna e Filadélfia a Palavra de Deus não só era inegociável, como era a base concreta de sua fé e conduta;

O Senhor reprova a tolerância para com o pecado na igreja em Tiatira.

Não julgo que nas igrejas em Esmirna e Filadélfia as pessoas não pecavam, mas certamente o pecado era tratado como pecado e não era tolerado. Quem pecou deveria se arrepender e consertar-se com o Senhor.

Quanto a igreja em Sardes o Senhor reprova as obras; Ou seja, a prática não está batendo muito com a pregação. Não estava vivendo o que pregava, então estava pregando como quem está viva, mas vivendo como quem está morta.

Parece que as igrejas em Esmirna e Filadélfia buscavam viver o que pregavam.

E, finalmente, a igreja em Laodicéia também foi reprovada pelo Senhor. Jesus reprova a falta de identidade e identificação da igreja com Ele, por isso Ele orienta que: “De mim”:
Compres ouro provado pelo fogo – Lembra do que Paulo fala sobre as nossas obras? – Serão provadas pelo fogo. Por isso todas as nossas obras (ações) devem ser feitas no Senhor e para o Senhor; Adquira vestes brancas – Refere-se a sermos lavados pelo sangue de Jesus; e, unjas os olhos com colírio – Perda de visão (do Reino de Deus e de si mesmo enquanto igreja). E, pior... Esta igreja nem percebeu que estava pondo Jesus Cristo fora dela, pois, o Senhor revela onde Ele está posto diante da igreja em Laodicéia: "Eis que estou à porta e bato" - Apocalipe 3.20.

Vale a pena a gente relembrar o processo de decadência revelado nas cinco igrejas que receberam reprovação do Senhor Jesus:

1) O amor esfria; 2) Deus passa a ser um conceito; 3) Se tolera o pecado - o pecado passa a não ser tratado como pecado; não há necessidade de arrependimento e conversão; 4) Prega sobre Deus, mas nega o poder de Deus - "tens nome de que vives e estás morto"; 5) Perde a visão do Reino de Deus e a identidade com Jesus, o Senhor do Reino de Deus - a igreja se torna humanista.

É importante também notarmos que em cada carta o Senhor chama a igreja ao arrependimento e para que dê ouvidos ao que o Espírito Santo diz.

Temos que entender que a queda espiritual não se dá da noite para o dia, mas é um processo que acontece e que precisa ser alertado para que haja restauração do Senhor na igreja (ou em nossas vidas).

Tenhamos em mente o que está dito em Provérbios 29.1: "O homem que muitas vezes repreendido endurece a cerviz será quebrantado de repente sem que haja cura".

Pelo que podemos perceber estes não eram os problemas das igrejas em Esmirna e Filadélfia, as quais permaneciam no primeiro amor, mantinham-se firmes na Palavra de Deus, não toleravam o pecado, mas buscavam arrependimento e concerto diante do Senhor, pregavam sobre Deus e viviam para a glória de Deus, viviam na dependência total do Senhor, eram obedientes e fiéis ao Senhor e à Sua Palavra, não perderam a visão do Reino de Deus, nem a identidade com o Senhor do Reino de Deus - Jesus Cristo - e, Jesus Cristo estava posto onde é o lugar Dele: Como Senhor e Cabeça da Igreja.

Então, pensando bem...

Não segundo a ótica humana e pecadora, mas segundo a ótica de Deus...

Há, sim, igreja perfeita!

E as igrejas em Esmirna e Filadélfia são exemplos dados pelo Senhor desta verdade!
Postar um comentário